sábado, 26 de junho de 2010

Ainda os dentes e a resposta ao sonhador


Entre os vários comentários sobre o assunto dentes, escolhi um porque ele conta uma história, detalhe importante para que possamos ajudar o sonhador a ampliar sua viagem onírica. É de um rapaz de Fortaleza, de 22 anos, e vou transcrever a narrativa dele e, a seguir, a minha resposta:
O SONHADOR
Frequentemente sonho com meus dentes inicialmente moles em minha boca, a ponto de temer falar para que não caiam, até que não suporto mais e os cuspo. Não me lembro de nenhum dos sonhos onde todos os dentes caem, mas me lembro de um onde só fiquei com dois. No último, estava na casa de meus avós paternos, visitando-os. Conversando com meus tios e tias, meus dentes começaram a amolecer de tal forma que sentia que se desse uma palavra, ficaria completamente banguela. Conferia com a língua o estado deles e absolutamente todos ameaçavam cair. Corri para o banheiro e os cuspi. Aparentemente não sangrava, mas saiam umas bolinhas pretas como que pingos, mas não se dissolviam na água da torneira.
Levantei o rosto e me olhei no espelho. Observei meu rosto deformado pela ausência de dentes. Antes do desespero, me senti aliviado por não ter perdido todos, apenas o da frente. Pensei numa solução: vou colocar uma prótese. Nesse momento bateu um desespero e saí correndo até em casa, onde minha tia e avó materna estavam com minha mãe. No banheiro, me observo de novo e choro desesperado. Minha tia vai passando pelo corredor em frente ao banheiro e a chamo com um grito. Peço que veja o que aconteceu e, quando olhamos novamente para o espelho, meus dentes estavam de volta. Estranhamente me senti como se estivesse acordado de um sonho ou ilusão.
Havia algo importante, mas não me lembro o contexto: alguém estava de mudança em um navio de madeira, como os de antigamente. Tenho leve lembrança que eu iria nesse navio, mas não sei se era eu quem estava se mudando.


A RESPOSTA
A angústia é natural, porque queremos entender o sonho, que é totalmente simbólico, com a compreensão do ego, que é limitada e imediatista. Para ampliar seu sonho com mais elementos, seria fundamental conhecer você um pouco mais, e saber como é sua relação familiar, especialmente com as mulheres da sua família, pois em um ponto da sua narrativa você fala de mãe, tia e avó. Muito importante seria saber um pouco mais sobre a sua relação com o FEMININO. Entenda que FEMININO não é apenas a mulher, mas tudo o que nos fala do feminino: a emoção, o sentimento, a sensibilidade, a intuição, a flexibilidade. O feminino é muito mais que uma questão de gênero e às vezes pode ser bastante difícil para um homem entender a dimensão desse arquétipo.

Então (vou falar em cima de hipóteses, claro, e você terá que sentir onde alguma coisa se encaixa na sua realidade), digamos que o feminino na sua vida, representado por essas mulheres que aparecem no seu sonho, seja muito forte, tenha um peso (valor) muito grande na sua vida. Digamos que a opinião/julgamento/avaliação/crítica (amplie você mesmo essas possibilidades) desse feminino forte tenha influência em sua vida A PONTO DE MEXER COM SUAS DECISÕES, SUAS ESCOLHAS. Digamos que você gostaria de desenvolver novos projetos de vida, sair (inclusive fisicamente) em busca de novos horizontes, conhecer mais de você mesmo, da sua criatividade, da sua ousadia... e não consegue, sente-se preso a dinâmicas que, tudo indica, não são conscientes.

Podemos ainda pensar sobre o papel forte que essa linhagem de mulheres tem na sua vida. Digamos que é nesse núcleo que você se sente seguro e que ao se iniciar dentro de você um movimento de libertação (o navio de madeira), a sua estrutura fica abalada (os dentes que caem). E perceba que em um ponto do seu relato, ao se ver sem dentes VOCÊ VOLTA PARA CASA, ONDE ESTÃO A MÃE, A TIA E A AVÓ... e você só volta a ter dentes na boca quando a tia olha no espelho com você. Parece-me que a sua autoconfiança e segurança vêm deste núcleo, como se você ainda não tivesse desenvolvido totalmente, na esfera psíquica, todo o seu masculino. Se assim for, poderá ter dificuldade nas demais áreas da sua vida, como você mesmo descreve... profissão, família, relacionamento. É como se sua estrutura básica não estivesse completa e você não se sente seguro para estar no mundo, para mostrar a sua cara, para enxergar-se (olhar-se no espelho), para desempenhar seus papéis.

Um indício positivo do seu sonho é a mudança que alguém vai fazer de navio. Certamente este "alguém" é um aspecto seu, forte e seguro (a madeira), sólido (como os navios de antigamente, que desbravavam os mares com guerreiros corajosos e destemidos) e pronto para partir. Mas parece que esses valores (que são seus) ainda estão distantes da consciência, já que vc não se lembra com nitidez do sonho e esse símbolo aparece no final do sonho. Apegue-se a esse "anúncio" do inconsciente. Ele está lhe dizendo que é possível mudar, ir em busca de novos horizontes.

3 comentários:

Nath A disse...

Vera, eu adorei o blog! Se ele for atualizado com mais frequência (rs), prometo marcar presença por aqui mais vezes. Inclusive para tirar algumas dúvidas...
Um grande beijo!

Violeta disse...

Oi Vera! Mandei um email (Christabel) pra vc com meu sonho, gostei demais do site! Beijos!

Maria Luiza disse...

Vera,

Incrivel!!!
Muito boa sua interpretação do sonho!!
Ai que vontade de te contar meus sonhos!!!!!

bjs